segunda-feira, abril 30, 2007

O Diário de Bordo do Mundo...

25.04.2007

02h25
O encontro no Café Convívio revela rostos de quem não passou pela cama e outros que lá passaram pouco tempo. Metidas as malas no autocarro, deito-me num dos bancos de trás. iPod nos ouvidos e siga a viagem.

02h37
Parámos na área de serviço da Trofa. Há um problema com o autocarro. Vigo começa a estar longe.

02h55
Chegada a assistência, mudada uma correia, e parece que está tudo pronto para uma segunda partida. Ajusto-me no banco e durmo até ao aeroporto de Vigo.

5h (a partir de agora mais uma hora que em Portugal)
Acordo à porta do aeroporto. Este sono de beleza soube a pouco. E não estou a ver quando irei dormir mais nesta viagem alucinante.

06h15
Embarque no primeiro avião, que nos levará a Madrid. Um voo de uma hora que servirá para escrever outras coisas...

07h30
Barajas é um aeroporto cheio mesmo a esta hora. Os meus ouvidos ainda não recuperaram de um voo atribulado por isso o relativo silêncio é ainda mais evidente. Encaminhamo-nos para um buffet e tomamos o pequeno almoço. Confesso que não me lembro de tomar o pequeno almoço a esta hora.

08h10
Depois de comer, retomo a escrita. O sono começa a atacar.

09h50
Decidimos jogar Uno, porque as conversas começavam a tornar-se enfadonhas.. É sempre melhor passar o tempo assim...

11h30
Está na hora de mais um embarque. Desta vez Madrid-Roma. Aqui vamos nós...

13h
Não posso crer! Agora pagam-se as refeições na Iberia. Não me parece que seja assim que ganhem clientes. Resta dormir...

14h05
Chego a Roma. Que bom estar de volta a Itália. Havia uma estranha saudade. O engraçado é que sinto também uma estranha falta. Faz-me falta não partilhar esta estada num país que adoro. Bem, siga para Pescara.

18h15
Viagem de três horas e meia alucinante, já o motorista acha simples conduzir a 150 km/h com a mão direita a segurar o telemóvel. O hotel parece simpático mas é só o tempo de pousar a mala, vestir uns calções e voar para a praia. Esta sensação de enterrar os pés na areia pela primeira vez no ano é sempre especial. E a água é uma delícia... Mesmo às 19h é mais quente que no Algarve ao 12h. E ainda assim, falta algo...

19h45
Duche rápido e sair para jantar. Um típico restaurante italiano, com um belo prato de "Chitarra alla bolognesa" e uma cerveja Peroni. Um doce de ananás para adoçar e uma discussão sobre Prémios Nobel com o chefe.

22h
Ligeiro passeio pela marginal para espairecer.

23h20
Chegamos ao hotel e tenho de trabalhar. Há uma apresentação em francês a fazer amanhã e não está nada feito.

0h15
Quando já estava deitado para dormir, sinto algo. Pois bem, parou-me a digestão e a minha primeira refeição em Itália após 5 anos saiu toda de novo. Decido dormir para esquecer o desgosto.

26.04.2007

07h45
Acordo com o telemóvel. Tenho a boca a saber a cortiça e uma fome imensa.Tomo um duche e visto o fato. Já não fazia um nó de gravata há uns tempos...

08h15
Pequeno almoço tomado, siga para Chieti porque é lá o trabalho. Manhã cheia de trabalho...

11h30
Depois de uma apresentação em francês que correu bem, segue-se uma pausa para comer algo. Engano-me e em vez de servir um copo de sumo, encho com um aperitivo que leva vodca. Como a sedinha era muita, o primeiro gole é grande. Resultado: até as lágrimas correram na cara. Disfarçadamente pouso o copo e bebo dois copos de água. Deveria perguntar as coisas primeiro.

13h45
O almoço é volante num jardim bonito da universidade. Está-se muito bem...

15h
Recomeço dos trabalhos. Corre pior a tarde porque tenho sono...

18h30
Acaba a parte má. Venha a boa...

20h30
Saída para jantar. O restaurante parece um típico português..

23h50
Pois bem, depois de não sei quantas entradas, dois pratos principais, um doce e alguns copos de vinho. o jantar termina. Sim, quase três horas a comer e beber, a cantar e a falar.

0h50
Voltamos ao hotel e não posso conter um sorriso com notícias de Portugal.

1h10
Finalmente a cama para dormir. Os dias em Itália duram muito...

27.04.2007

07h45
Acordar a esta hora é sempre um sacrifício para mim. Nem estar em Itália altera isso!

10h
Mais uma apresentação, desta vez em português, frente a uma plateia enorme. Está feito!

12h45
Acabada a Convenção, dirigimi-nos para mais um óptimo almoço. De facto aqui come-se bem...

16h
Última apresentação de trabalho. É suposto demorar 15 minutos mas eu despacho em 5 e recebo aplausos. Acabou-se tudo que poderia ocupar a cabeça. Agora é diversão...

17h
Visita ao Museu Arqueológico. Chieti é muito mais bonita e histórica. Pescara é cidade turistica com porto. Tenho pena de não conhecer melhor.

18h35
Regresso a Pescara. Fico tentado em ir dar um mergulho, mas decido ficar pelo hotel. Tento ligar-me à net mas está complicado...

20h30
Agora que temos de sair para jantar, consigo aceder à net. Fica para logo...

21h
O restaurante escolhido é uma pizzaria na rua mais animada, num edifício a fazer lembrar os mosteiros antigos. A quantidade de entradas e pizzas é inacreditável e acabamos a pagar 17 euros. No dia anterior também foi bom mas 33 euros é exagero.

23h45
Saímos do restaurante e eu sem bateria no telemóvel. Portugal está mais longe...

0h10
Depois de uma volta pela zona, entramos num bar/discoteca. A primeira música que ouvimos foi o La Bamba, o que prometia divertimento. Todas as bebidas, água ou alcool, custam 8 euros, por isso prefiro a caipirinha... Moloko, Bob Sinclar, tudo serve para dançar. Portugueses, italianos, franceses. Um mix de culturas. (Beber caipirinha em Itália só podia sair asneira. Serve para matar a sede, mas açúcar nem vê-lo).

2h30
Saímos desta disco e vamos para um bar mais tranquilo. Em nome da globalização, bebo uma Guiness. Em conversa com um dos franceses, ele fala-me do por do sol em Santorini. Prometo-lhe que visitarei...

04h10
Saimos do bar e vamos para o hotel. Ainda abro o e-mail mas o sono é tanto que quase alormeço enquanto abre o primeiro anexo. Desisto e vou dormir. Acordo passado uns minutos, vou até à recepção em pijama, peço um adaptador de tomada e ponho o telemóvel a carregar. Ligo-o e vejo que Portugal contactou comigo. Comunico com Portugal e adormeço com um sorriso.

28.04.2007

10h
Acordo sobressaltado. O sono de ontem não permitiu acertar no dia do despertador do telemóvel. Assim só uma sms dos companheiros de viagem me faz saltar da cama. Encontro-os no pequeno almoço mas não engulo nada...

10h30
Saimos para as compras. Depois de uma hora à procura, perco a cabeça e entro numa loja de t-shirts. Compro para os colegas de casa, para mim e encontro uma que me faz sorrir ainda mais. A carteira sai depenada mas oferecer coisas é dos maiores prazeres que tenho.

12h30
Como bom português, vamos para a praia quando não devemos. Depois de um pouco a aproveitar os mais de 25 graus, vamos à água. Não está tão quente como primeiro dia, mas depois de habituar o corpo, não dá vontade de sair do mar.

14h00
Pouco tempo depois de chegar à toalha, viro-me de barriga para baixo e sei que acontecerão duas coisas: adormecerei imediatamente e apanharei um escaldão nas costas.

16h45
Acordo e acertei nas duas. É o normal. Passará com um banho.

17h30
Mais um passeio mas desta vez não há compras. Sorrio quando passo pela loja da Ungaro.....

19h
Chego ao quarto e dou uma vista de olhos pela internet. Os mails tem tempo para serem vistos. O blogger não funciona por isso este relato será escrito depois. Um duche é o que preciso.

20h30
Desta vez a escolha do restaurante é nossa e escolhemos uma esplanada. Recebo a notícia que o meu Porto está a perder 1-0 e isso tira-me um pouco a fome. Tento ligar para casa e não está ninguém. Envio sms e ninguém me responde. Portugal está a esquecer-me. É um pouco desanimado que como os meus Gnochis com Gambas.

23h
Finalmente recebo noticias de Portugal. Apesar de o Porto continuar a perder, recupero o sorriso. É hora de comer um gelado de pistachio e frutos do bosque.

0h10
É altura de voltar ao hotel e deixar a mala preparada. É já amanhã...

29.04.2007

09h45
Acordei várias vezes durante a noite. Até com a sms desta querida amiga a reclamar que já não falamos há muito tempo. Prometo mentalmente que iremos pôr a conversa em dia. Levanto-me e acabo de fazer a mala. Desço e pago a conta. Ninguém consegue tirar-me o sorriso. Adoro Itália mas hoje é dia de regresso...

12h20
Paragem na estaçãod e sefviço e mais umas comprinhas...

13h10
Chegada ao aeroporto de Roma. Últimas compras para os pais e embarcar. O regresso ao ninho é sempre agradável até mesmo para uma ave migratória.

19h20 (portuguesas)
Chegada ao meu país. Agora começa outra estória...

Assim vai o mundo...

terça-feira, abril 24, 2007

O Mundo em viagem...

Parto para Pescara em trabalho esta madrugada... Se não puder aceder à internet, depois actualizarei...

Assim irá o Mundo...

O mundo dos livros...

Ontem foi Dia Mundial do Livro e eu não falei disso. Não falei porque li! E essa é a melhor maneira de homenagear esse dia. Tinha saudades de ler um livro num dia. As 117 páginas voaram. O livro Cartas a Deus. Não é um qualquer livro místico ou de auto-ajuda. As Publicações Pena Perfeita convidaram inúmeras personalidades (desde Fernando Nobre a Carlos Vaz Marques, passando por Marcelo Rebelo de Sousa, Rui Zink, Clara Pinto Correia, Pedro Mexia, entre outros) a escrever uma carta a Deus. Várias perspectivas, vários tons, várias finalidades. Achei um desafio fantástico. De tal forma que um dia destes escreverei aqui uma carta desse tipo...

Lembrei-me desta música ao ler o livro...



One of us
Joan Osbourne


If God had a name, what would it be
And would you call it to his face
If you were faced with him in all his glory
What would you ask if you had just one question

And yeah yeah God is great yeah yeah God is good
yeah yeah yeah yeah yeah

What if God was one of us
Just a slob like one of us
Just a stranger on the bus
Trying to make his way home

If God had a face what would it look like
And would you want to see
If seeing meant that you would have to believe
In things like heaven and in jesus and the saints and all the prophets

And yeah yeah god is great yeah yeah god is good
yeah yeah yeah yeah yeah

What if God was one of us
Just a slob like one of us
Just a stranger on the bus
Trying to make his way home
He's trying to make his way home
Back up to heaven all alone
Nobody calling on the phone
Except for the pope maybe in rome

And yeah yeah God is great yeah yeah God is good
yeah yeah yeah yeah yeah

What if god was one of us
Just a slob like one of us
Just a stranger on the bus
Trying to make his way home
Just trying to make his way home
Like a holy rolling stone
Back up to heaven all alone
Just trying to make his way home
Nobody calling on the phone
Except for the pope maybe in rome

Assim vai o mundo...

segunda-feira, abril 23, 2007

O mundo da política...

Morreu Boris Ieltsin! Não é suposto o alcool conservar as carnes??????

Assim vai o mundo...

O Mundo e o mestre...

Mestre,

já lá vão uns tempos que não te escrevia. Decidi escrever-te porque me lembrei das tuas palavras: "Nunca devemos perder a capacidade de assombro!". Com alguma arrogância de já ter vivido muitas coisas, disse há uns tempos que nada me poderia surpreender. Tenho de reformular esta ideia. Acho que já vi o pior do Homem e por isso não nenhum mal no mundo que me choque. Com certeza que revoltará, mas não me irá surpreender. Agora o bem. Isso é outra estória. Consigo ser sempre surpreendido por uma boa acção. E porque me lembrei disto agora? Há umas semanas tive um acidente desportivo ali por Viana (sei que conheces bem o meu Minho). Tive um ligeiro traumatismo craneano e fui transportado ao hospital. Apesar das dores, os bombeiros do INEM que me transportaram foram muito atenciosos e prestáveis, quer durante a viagem quer já no hospital. Lembro-me que um deles foi um par de vezes ver como eu estava, quando recebia o analgésico, e contar aos meus pais que estavam naturalmente preocupados. Quando passado duas horas saí do hospital, ele deu o seu cartão (bombeiro de 3ª classe, creio eu) para o caso de alguma vez precisar de algo. Seria uma estória normal, se há dias não tivesse recebido uma carta. O nome do remetente nada me dizia, sou péssimo para nomes, e a morada de Viena do Castelo não me dava pistas. Com alguma curiosidade, abri o envelope e li as poucas linhas. Escrito a computador, a pessoa identifica-se como o bombeiro que me tinha acompanhado ao hospital e perguntava qual o meu estado de saúde. Como não tinha ficado com o meu telefone, decidiu enviar uma carta. Pergunto-te, mestre, quantos médicos ou enfermeiros fariam isto? Fê-lo este bombeiro. Provavelmente ele nunca lerá este texto, mas a ti te digo, mestre, que agradeço muito a Manuel Machado. Obrigado por me ter surpreendido. Obrigado por me fazer acreditar no bem dos Homens...

Assim vai o mundo...

domingo, abril 22, 2007

O Mundo...

Começa hoje uma semana alucinante... Já há muita coisa escrita no Moleskine que será passada para aqui! Há uma certa tranquilidade em mim que advém de uma simples frase: "Sou quem sou. Nem mais nem menos. Vivo como sei e como posso. E no final apenas quero saber que de nada me arrependi."



Assim é o Mundo...

sexta-feira, abril 20, 2007

O mundo está em piloto automático...

... por causa de trabalho... Deixo-vos pérolas...

1º e 2º ano do curso de Relações Internacionais, numa universidade privada de Lisboa. 1988/1996. Algumas preciosidades.

- Quem é o actual presidente dos Estados Unidos?
- O Perez Troika.

- Paris é a capital de que país?
- Bruxelas.

- Quando foi a Revolução Liberal em Portugal?
- Em 1640.

- Diga-me, por favor, o que é a Nato.
- É a Organização do Tratado do Atlântico Norte.
- E a OTAN?
- (o examinado, depois de pensar demoradamente) Bem, aí a doutrina divide-se.

- Então diga-me lá qual era o nome próprio de Hitler?
- Heil.

- Minha senhora, em que época histórica situa Adolfo Hitler?
- No século XVIII, senhor professor.
- Tem a certeza?
- Não! Desculpe. No século XVII.

- Quem foi o grande impulsionador do nazismo?
- (o aluno, rápido e incisivo) O Fura João Hitler.
- O "Fura".
- Sim. É a designação hierárquica de Hitler.

Numa outra oral. Cadeira de História das Ideias Políticas e Sociais.

- Qual é a obra de fundo de Adolfo Hitler?
- É a Bíblia alemã.

- Pode dizer-me o que é um genocídio?
- É a morte dos genes.
- Como?
- É a morte dos genes e dos fetos.

Cadeira de Direito Internacional Público, uma universidade privada do Porto.

O professor, desesperado com a vacuidade das respostas de certo aluno em orais da especialidade, resolve tentar ajudar, recorrendo à geografia. Questionado sobre a localização da Escandinávia, o aluno responde que fica algures na Ásia. O examinador, rendido, brinca agora.
- Podemos então passar a chamar-lhe Escandinásia.
- Se calhar, senhor doutor.
- Não sabe que a Escandinávia fica na Europa?
- Pois é, tem razão!
- E fica a Norte ou a Sul?
- A sul.
- E sabe apontar-me alguma característica dos escandinavos?
- (o aluno, depois de longa pausa) Bem, eu acho que eles não são pretos.

Assim vai o mundo...

quinta-feira, abril 19, 2007

O mundo dos enigmas...

Querem perder alguns minutos da vossa vida, que nunca irão recuperar? Digam-me então o que tem esta frase de especial.

"Socorram-me subi no onibus em Marrocos."

Assim vai o mundo...

O mundo do futebol...

Peço desculpa por este devaneio futebolistico, mas é incrivel como com 21 anos de diferença dois golos conseguem ser tão iguais...

Lionel Messi (2007)



Diego Maradona (1986)



Assim vai o mundo...

quarta-feira, abril 18, 2007

O mundo dos mails...

Vejam a notícia! De facto, a verdade é esta...



Assim vai o mundo...

O mundo da música...

Grande música a abrir o dia...



Assim vai o mundo...

terça-feira, abril 17, 2007

O mundo e as balas...

É um post sentido... Ontem numa universidade americana mais um massacre... Um massacre não por ter havido mais de três dezenas de mortos... Bastaria um... É um massacre porque não há nada pior do que uma morte imprevista... Aquelas pessoas estavam numa situação quotidiana e foram surpreendidas pela morte... Fez-me lembrar uma música que fala de uma morte... Uma morte apenas, 41 balas... A história pode ser visitada aqui ou aqui... O maior medo humano é que podemos ser mortos apenas por estarmos vivos...



41 shots/American Skin
Bruce Springsteen

(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
[spoken:] We need some quiet

41 shots, and we'll take that ride
'Cross this bloody river to the other side
41 shots, cut through the night
You're kneeling over his body in the vestibule
Praying for his life

Well, is it a gun, is it a knife
Is it a wallet, this is your life
It ain't no secret (it ain't no secret)
It ain't no secret (it ain't no secret)
No secret my friend
You can get killed just for living in your American skin

(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)

41 shots, Lena gets her son ready for school
She says "On these streets, Charles
You've got to understand the rules
If an officer stops you, promise me you'll always be polite
And that you'll never ever run away
Promise Mama you'll keep your hands in sight"

Well, is it a gun, is it a knife
Is it a wallet, this is your life
It ain't no secret (it ain't no secret)
It ain't no secret (it ain't no secret)
No secret my friend
You can get killed just for living in your American skin

(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)

(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)
(41 shots)

Is it a gun, is it a knife
Is it in your heart, is it in your eyes
It ain't no secret (it ain't no secret)
It ain't no secret (it ain't no secret)
It ain't no secret (it ain't no secret)

41 shots, and we'll take that ride
'Cross this bloody river to the other side
41 shots, got my boots caked in this mud
We're baptized in these waters (baptized in these waters)
And in each other's blood (and in each other's blood)

Is it a gun, is it a knife
Is it a wallet, this is your life
It ain't no secret (it ain't no secret)
It ain't no secret (it ain't no secret)
It ain't no secret (it ain't no secret)
No secret my friend
You can get killed just for living in
You can get killed just for living in
You can get killed just for living in
You can get killed just for living in
You can get killed just for living in your American skin

(41 shots)
You can get killed just for living in
(41 shots)
You can get killed just for living in
(41 shots)
You can get killed just for living in
(41 shots)
You can get killed just for living in
(41 shots)
You can get killed just for living in
(41 shots)
You can get killed just for living in
(41 shots)
You can get killed just for living in [fades out]

Assim vai o mundo...

segunda-feira, abril 16, 2007

O mundo das ruas...



Não se trata se ele é bom cantor ou não! Não é...É o próprio que admite. Mas para quem trabalha com uma população que vive muitas vezes abaixo do limite da pobreza tem de apreciar a letra fantástica da nova música de Pedro Abrunhosa. Quantos de nós tem fantasmas que não consegue eliminar? Quantos de nós vive de costas voltadas para não ver o futuro? Fica aqui a letra e o vídeo de uma música que liricamente e visualmente é uma bela surpresa...

Aquele era o tempo
Em que as mãos se fechavam
E nas noites brilhantes as palavras voavam,
E eu via que o céu me nascia dos dedos
Ea Ursa Maior eram ferros acessos.

Marinheiros perdidos em portos distantes
Em bares escondidos, em sonhos gigantes.
E a cidade vazia, da cor do asfalto,
E alguém me pedia que cantasse mais alto

Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

Quem me leva os meus fantasmas
Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

Aquele era o tempo
Em que as sombras se abriam, em que os homens negavam
O que outros erguiam.
E eu bebia da vida em goles pequenos,
Tropeçava no riso, abraçava venenos.

De costas voltadas não se vê o futuro
Nem o rumo da bala, nem a falha no muro.
E alguém me gritava, com voz de profeta.
Que o caminho se faz, entre o alvo e a seta.

Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

Quem me leva os meus fantasmas
Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

De que serve ter o mapa
Se o fim está traçado,
De que serve a terra à vista
Se o barco está parado,
De que serve ter a chave
Se a porta está aberta,
De que servem as palavras
Se a casa está deserta?

Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

Quem me leva os meus fantasmas
Quem me leva os meus fantasmas
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?


Assim vai o mundo...

O mundo dos livros...

Acabei o Na Patagónia de Chatwin. Consigo entender como a literatura de viagens tem nele um expoente. É um escritor de descrições pormenorizadas, que nos transporta para os locais que visita. Não tendo sido um livro que me agarrou, não pelos sítios visitados, mas pelo leitmotif da narrativa, é um bom livro para ler numa viagem...

Assim vai o mundo...

domingo, abril 15, 2007

sábado, abril 14, 2007

O mundo da net...

Hoje deixo-vos um site onde existem milhares de vídeos com instruções para inúmeras situações da vida! Tem coisas mais úteis e outras mais humoristicas, mas não deixa de ser um belo local a explorar...

Assim vai o mundo...

sexta-feira, abril 13, 2007

O blog do mundo...

Alguns blogger veem este mundo direito, outros não! Já tentei pôr direito e não consigo. Assim, vou esperar que um dia destes tudo fique normal...

Assim vai o mundo...

O mundo antigo...

Trabalhando na área da Igualdade de Género, tenho de sorrir ao pensar no caminho já percorrido. Enviaram-me por mail estas frases tiradas de revistas portuguesas dos anos 50/60.

* Não se deve irritar o homem com ciúmes e dúvidas.
(Jornal das Moças, 1957)

* Se desconfiar da infidelidade do marido, a esposa deve redobrar seu carinho e provas de afecto.
(Revista Claudia, 1962)

* A desarrumação numa casa-de-banho desperta no marido a vontade de ir tomar banho fora de casa.
(Jornal das Moças, 1965)

* A mulher deve fazer o marido descansar nas horas vagas. Nada de incomodá-lo com serviços domésticos.
(Jornal das Moças, 1959)

* Se o seu marido fuma, não arranje zanga pelo simples facto de cair cinzas nos tapetes. Tenha cinzeiros espalhados por toda casa.
(Jornal das Moças, 1957)

* A mulher deve estar ciente que dificilmente um homem pode perdoar a uma mulher que não tenha resistido a experiências pré-núpciais, mostrando que era perfeita e única, exactamente como ele a idealizara.
(Revista Claudia, 1962)

* Mesmo que um homem consiga divertir-se com sua namorada ou noiva, na verdade ele não irá gostar de ver que ela cedeu.
(Revista Querida, 1954)

* O noivado longo é um perigo.
(Revista Querida, 1953)

* É fundamental manter sempre a aparência impecável diante do marido.
(Jornal das Moças, 1957)

E para finalizar, a pérola:
* O LUGAR DA MULHER É NO LAR. O TRABALHO FORA DE CASA MASCULINIZA.
(Revista Querida, 1955)

Assim vai o mundo...

quinta-feira, abril 12, 2007

O mundo tá com problemas...

Será que alguém sabe como ponho o blog direito????????

O mundo dos cromos...

Apesar de ainda existirem, sou do tempo em que as colecções de cromos entretinham os miúdos todos. Fossem de futebol ou banda desenhada, os quiosques esgotavam as "carteirinhas". Um dos nomes mais famosos de então era a Panini. Lembrei-me de tudo isto justamente porque soube da morte de Franco Cosimo Panini, um dos seus fundadores...

Assim vai o mundo...

quarta-feira, abril 11, 2007

O mundo do cinema...

Fui ao cinema e diverti-me muito! Música e Letra é uma comédia ligeira que aproveita bem o Hugh Grant e todo o fenómeno dos grupos dos anos 80... A ver para descontrair e recordar!!



Assim vai o mundo...

terça-feira, abril 10, 2007

O mundo da música...

É sempre com tristeza que vejo morrer mais um músico cubano! Depois de Compay, Ruben, Omara, Célia, chegou a vez de Faustino Oramas, conhecido como El Guayabero. Se existe outro mundo, muito boa música se ouve por lá...



Assim vai o mundo...

segunda-feira, abril 09, 2007

O mundo das férias...

Começou por ser Benidorme, depois Palma, a seguir Salou e agora Lloret del Mar. Há vários anos que estas localidades espanholas conhecem os alunos das escolas secundárias portuguesas.
A mim calhou-me Palma, já vai quase uma década. Houve excessos de álcool? Talvez. Mas nunca ninguém ficou em coma ou sequer foi para o hospital. Houve camas partidas? Talvez. Muitas hormonas.
Mas também acho que os nossos jovens de hoje são mais imaturos. Confundem liberdade com libertinagem...

Assim vai o mundo...

O mundo tem cada personagem..

O Porto tem personagens deliciosas... Esta é uma delas...



Assim vai o mundo...

domingo, abril 08, 2007

O mundo da politica...

Acho que esta questão do diploma do primeiro ministro é uma palhaçada. O grau de competência de alguém não se julga por essas coisas, e nem seria um título de engenheiro civil que me faria acreditar que ele daria um bom governante. Ele já nos deve ter enganado com coisas piores e nós cá andamos. Parece-me é que isto tudo fará com que alguns politicos façam uma revisão cuidada aos curriculos...

Assim vai o mundo...

sábado, abril 07, 2007

O mundo dos Gatos...

Soube ontem da resposta dos Gatos ao cartaz do PNR. Fantástica. Ou melhor perfeita!



Assim vai o mundo...

O mundo da Invicta...

Tenho-me esquecido de falar do, agora meu, Porto. Ontem a tarde foi passada no belo Café di Roma. Deu para confirmar que o Porto é cada vez mais uma cidade internacional. Sentado a ler os meus jornais, ouvi falar castelhano (mais galego), italiano, francês, alemão e até sueco. Uma roda-viva de nacionalidades e culturas. Deu-me gozo estar a beber um belo chá de frutos vermelhos e sentir-me rodeado de outros mundos.

*********************************************************************

Sentado a meu lado estava um casal gay. Tiraram fotos um ao outro, confidenciaram, riram, trocaram carícias. A descrição ( detesto exibicionismos homo ou heterossexuais) fez-me sorrir. Um mundo tolerante é também um mundo em que os afectos se demonstram tranquilamente e não com o intuito de chocar. Levantaram-se e não sei porquê gostava que fossem portugueses. Não eram...

Assim vai o mundo...

quinta-feira, abril 05, 2007

O mundo dos filmes...

Ainda demora (a data prevista de estreia nos EUA é Novembro), mas ora aí está um filme que quero ver e muito. Já fui dando pistas neste blog, mas de facto Amor em Tempos de Cólera tem um casting fabuloso (John Leguizamo, Liev Schreiber, Laura Harring, Javier Bardem, Benjamin Bratt, Hector Elizondo, Catalina Sandino Moreno, Giovanna Mezzogiorno, Fernanda Montenegro). Um verdadeiro desfile de grandes actores e mulheres belíssimas... Falta pouco...

Assim vai o mundo...

O mundo da música...

Uma música que nos leva directamente para Cuba... Para ritmos quentes...



Oye como va
Carlos Santana


Oye como va mi ritmo
Bueno pa gosar mulata

Oye como va mi ritmo
Bueno pa gosar mulata

Oye como va o mundo...

quarta-feira, abril 04, 2007

O mundo da escola...



Bem sei que a cotação dada pelo professor é zero, mas eu daria alguma coisa pela imaginação da resposta. E então a citação final é divinal. Pena é que a disciplina fosse biologia e não escrita criativa...

Assim vai o mundo...

terça-feira, abril 03, 2007

O mundo da Tv...

Li ontem que a nova grelha da RTP2 não terá o programa Por Outro Lado de Ana Sousa Dias... Parece-me uma terrivel decisão para um canal que se deve apresentar como uma alternativa de qualidade a televisões mais comerciais... Vai fazer falta aquele cenário de espelhos e uma conversa a dois...

Assim vai (mal ) o mundo...

segunda-feira, abril 02, 2007

O mundo da música...

Grande música a abrir a semana...



Sun goes down
Blasted Mechanism


Right
now look into my eyes
now look deep into my eyes
and tell me what do you see

I
I can't see you cry
well just leave it behind
I think you deserve much more than this
you really are much more

Fame
and the masquerade
I've gotta take my faith
got to fulfill the prophesy

Smile
only for a while
my tiny crocodile
and let your lips caress your teeth

'Cause when the sun goes down
you maybe facing the/your end [4x]

Right
now look in my eyes
now look deep in my eyes
and tell me what do you see

I
I can't see you cry
well just leave it behind
I think you deserve much more than this

'Cause when the sun goes down
you maybe facing the/your end [4x]

Cronometronical
very philosophical
neo platonic love with
human criterium
enter the mysterium
center of the universe faith [3x]

'Cause when the sun goes down
you maybe facing the/your end [12x]

Assim vai o mundo...

domingo, abril 01, 2007

O mundo da TV..

Gosto bastante da nova série dos Perdidos... Por falar nisso, vou ver...

Assim vai o mundo..