sexta-feira, dezembro 28, 2007

O mundo da guerra..

Depois da morte de Benazir Bhutto, os próximos dias serão fundamentais para termos mais uma guerra... E esta guerra tem tanto de mais perigoso do que a do Afeganistão ou Iraque, porque no Paquistão há de facto armas químicas e biológicas de destruição maciça...

Assim vai o mundo...

quinta-feira, dezembro 27, 2007

O mundo da música...

Este cd de Teresa Salgueiro com o Lusitania Ensemble é uma beleza... Não me canso de ouvir...



Assim vai o mundo...

quarta-feira, dezembro 26, 2007

O mundo do humor...

Ora mais um Natal... Foi bom... O que recebi? O mesmo que o Zé Diogo...:D



Assim vai o mundo...

segunda-feira, dezembro 24, 2007

Os desejos do Mundo...

Como não podia deixar de ser, desejo um óptimo Natal a todos vocês...

Assim deseja o Mundo...

domingo, dezembro 23, 2007

O mundo das revistas...

Duas coisas a ler e reler:

I
Mais do que uma entrevista, a conversa entre Miguel Esteves Cardoso e Ricardo Araújo Pereira na Única de ontem está repleta de humor sério. Uma forma de conhecermos melhor o homem atrás do humorista. Os medos (os filhos) e as opiniões (sobre tudo) são sinceras e cortantes...

II
A entrevista na Tabu de ontem a Diogo Infante veio confirmar o que já pensava: gosto dele! Uma entrevista em que se despe de todas as máscaras e mostra-se como ser humano com defeitos e virtudes. Há quem não goste dele como actor, pessoalmente gosto, mas ninguém pode deixar de respeitar a pessoa...

Assim vai o mundo...

sábado, dezembro 22, 2007

O mundo dos actores...

Estranho ver desaparecer uma actor com tanto para dar...



O corpo do ator Norton Nascimento foi sepultado na manhã deste sábado (22), no Cemitério Memorial Parque Paulistano, em Embu das Artes, município de São Paulo. De acordo com uma funcionária do local, o enterro estava marcado para às 10h.
Norton Nascimento faleceu nesta sexta-feira (21), após sofrer uma parada cardíaca em decorrência de um quadro de infecção pulmonar, no Hospital Beneficência Portuguesa, onde estava internado desde o dia 29 de novembro.
Durante o velório, a esposa do ator, Kelly Nascimento, afirmou que Norton era um marido bastante amoroso. Ele deixou três filhos, Luana, 22, Lucas, 21, e Yasmin, 14, frutos de seu primeiro casamento.


Assim vai o mundo...

sexta-feira, dezembro 21, 2007

O mundo do humor...

O erro pode ser muitas vezes divertido... Eu adoro os chamados bloopers, xobretudo aqueles ocorridos durante as gravações de filmes ou séries... Aqui ficam os da série House...





Assim vai o mundo...

quinta-feira, dezembro 20, 2007

terça-feira, dezembro 18, 2007

O mundo dos filmes...

Nova parceria entre David Cronenberg e Viggo Mortensen, depois de Uma História de Violência! Mais um filme duro com violência e mortes... Mas um filme que se nos apresenta como bastante real, porque todos os dias nos vamos apercebendo de uma realidade muito próxima de nós... Um filme a descobrir, apesar de não ser fácil de ver...



Assim vai o mundo...

segunda-feira, dezembro 17, 2007

O mundo faz anos...

Como hoje o dono do blog faz anos, livro-vos de aturarem o que escrevo...

Assim vai o mundo...

domingo, dezembro 16, 2007

O mundo dos filmes...

Grande filme que dá hoje.... Um dos meus favoritos...



Assim vai o mundo...

quinta-feira, dezembro 13, 2007

O mundo dos blogs...

Há uma coisa que eu não gosto e que nunca ninguém irá ver no meu blog: música obrigatória! Ou seja, nada tenho contra as pessoas que põe a sua playlist no blog! Agora que ela comece a tocar automaticamente, isso já não sou a favor. Por uma razão simples, eu posso gostar da escrita e não gostar da música. Ou posso não gostar do volume da música. Ou posso não gostar de ouvir sempre a mesma música! Uma das coisas que faço normalmente, mal entro num blog, é desligar a música. Depois vejo qual é e se gostar ouço um pouco. E que pode acontecer de o meu pc emperrar numa página e o que se dá é eu estar a ouvir uma banda sonora que não quero... Bem sei que há pessoas que gostam, mas infelizmente não é o meu caso... Para ouvir a minha música, tem de ver os vídeos que aqui ponho...

Assim vai o mundo...

quarta-feira, dezembro 12, 2007

O mundo dos transportes...

Peço desculpa, mas tenho de concordar com o Eduardo Pitta...

Lisboa é uma cidade bem servida de táxis. Parece que só no concelho existem para cima de cinco mil. Se juntarmos os concelhos da Amadora, Cascais, Loures, Odivelas, Oeiras, Sintra e Vila Franca de Xira (a parte da Grande Lisboa que fica do lado de cá do rio), esse número multiplica por três. Isto para dizer que táxis é coisa que, felizmente, não falta. Mas as associações do sector ainda não perceberam que o táxi é um meio de transporte público. E, como tal, tem de cumprir regras básicas, tais como asseio, acessibilidade e segurança. Um táxi não pode cheirar mal, ou ter o banco molhado porque um cliente negligente pôs o guarda-chuva em cima dele (se isso acontecer, cabe ao motorista, findo o serviço, limpar o banco). O serviço de táxis não pode ser um vazadouro de reformados, com problemas de vista e audição, para não falar de outros mais graves. Os táxis não podem ser entregues, aos fins-de-semana, a condutores de domingo. Um motorista de táxi tem a obrigação, repito, a obrigação, de conhecer o concelho onde está registado. Perguntar com arrogância «Onde é que isso fica...?» é inadmissível. Não é o cliente que tem de saber. É o motorista! Não há exames de acesso à profissão? Conheço pelo menos dois guias urbanos de Lisboa, de boa qualidade e consulta fácil (um mapa por página), um dos quais devia ser obrigatório em cada carro. Alguns têm, eu sei. Isto para não falar do GPS, que também devia ser obrigatório, e já se vai vendo nos carros guiados por profissionais mais jovens. Como transporte público, um táxi tem de garantir boa acessibilidade. A maioria não garante. Grande parte dos motoristas entende que o seu conforto sobreleva o do cliente, não tendo pejo em encostar o banco da frente ao de trás. Já me aconteceu ter de recusar um serviço por não haver espaço para quatro pernas. Por exemplo, meter dentro de um táxi um octogenário com pouca agilidade implica uma logística nem sempre compatível com o carro contratado. Não há modelos adequados a transporte público? Claro que há. Entre todos, sirvam de exemplo os de Londres, onde cabem pessoas e bagagens e ninguém faz contorcionismo. Em Lisboa, um passageiro com destino ao aeroporto confronta-se muitas vezes com a mala do carro (em regra pequena) cheia de pertences do motorista. Duplo abuso, porque o transporte de bagagem é pago. Estas coisas não podem ficar ao arbítrio do motorista ou do patrão dele. O vidro separador que alguns adoptaram é outro óbice. Hoje em dia, os carros têm menos espaço disponível do que tinham há quarenta anos. Nos actuais modelos espremidos, o espaço útil que sobra é quase nenhum. Tudo piora em carros com separador de vidro, onde qualquer passageiro com 1,70m tem de viajar com os joelhos ao pé do queixo (e os de 1,80m simplesmente não cabem). As associações de classe querem saber destes detalhes? Não. As associações de classe acham que estão a fazer um favor à população. Nessa medida, deixam os associados em roda livre. A única coisa que vai funcionando com alguma eficácia é o serviço de rádio-táxis, através do qual sempre podemos dar indicações precisas: «Quero carro sem separador de vidro» / «É para o aeroporto, somos três, a mala tem de ser grande» / «Vou jantar a Linda-a-Velha, tenho a morada mas não sei como lá chegar, mande alguém que conheça a zona», e por aí fora. Isto tem consequências, do tipo, digamos, big brother... É que essas centrais ficam com os nossos números e moradas em memória. Quando falo de casa, não preciso de dizer para onde (as meninas sabem). Se falo de fora de casa, pelo telemóvel, perguntam se é para... (e citam o último pedido). Mas, no reino dos táxis, ainda é o que vai funcionando melhor. Tudo isto seria desnecessário se os taxistas compreendessem de uma vez por todas que os táxis fazem parte da rede de transportes públicos. Por configurarem situações de natureza legal, deixo de lado aspectos como a condução sob o efeito de álcool ou pills, a porta do lado esquerdo trancada (só abre por fora), carros a tresandar a fumo, altifalantes ligados para lá de limites razoáveis, portas sem manípulo de janela ou com o dispositivo automático bloqueado para evitar que o cliente abra o vidro, etc. Há excepções? Há. Tenho encontrado motoristas competentes, educados, prestáveis e afáveis. Tenho viajado em carros limpos e confortáveis. Infelizmente, em número residual.

Assim vai o mundo...

O mundo da net...

Vai ser a minha prenda de Natal para muita gente...

USB Wine via Koreus

Assim vai o mundo...

terça-feira, dezembro 11, 2007

O mundo dos filmes...

Não é um filme genial! Não penso sequer que seja o melhor de Ridley Scott, mas é um bom filme. A biopic de Frank Lucas, o primeiro American Gangster negro de Manhattan, é um trabalho notável de Denzel Washington, que se posiciona na corrida para os Oscars. Apesar de gostar de Russel Crowe, parece-me que desta vez é apenas um óptima muleta para o seu colega brilhar. Um filme para se ver com alguma atenção...



Assim vai o mundo...

segunda-feira, dezembro 10, 2007

O futuro do mundo...

I
Interessante o artigo da Visão de quinta-feira sobre empregos. Apoiado no estudo do Departamento de Trabalho dos EUA, fiquei a saber que os empregos com futuro são: engenheiro de redes informáticas; gestor de relações com clientes; engenheiro de novas energias; fisiologista de controle de peso; e-Formador; jurista especializado em propriedade cultural; gestor de I&D na indústria farmacêutica; técnico de gerontologia; chef de cozinha; e produtor cultural independente. Ora destes todos aquele que me atrai, e que tenho alguma queda, é a de produtor cultural. Resta-me apostar nisso. Ah, e comprar um Livro de Pantagruel pelo sim pelo não...

II
No mesmo artigo, dizia que as profissões de operador de caixa de supermercado, revelador de fotografias, gerente de lojas de CD, sindicalista, autor de enciclopédias, mineiro, construtor, piloto de aviões caça, operador de call center e prospector de petróleo, vão desaparecer. Sinceramente não vou sentir saudades...

III
Por fim, são enumeradas as profissões que estão para ficar: político, prostituto, agente funerário, agente do fisco, barbeiro/cabeleireiro, artista, líder religioso, criminoso, pai, soldado. Visto isto, gostaria de ser pai e artista, espero nunca ser criminoso, e cada vez menos vejo diferenças entre político e prostituto. Ah, lembrei-me de uma: os segundos não enganam ninguém...

Assim vai o mundo...

O Mundo de Lisboa...

Chegam-me ecos do artigo de Sábado de Miguel Sousa Tavares no Expresso, em que ele afirma que Lisboa era um dos piores sítios para estar neste fim de semana. Ora bem, directamente do epicentro, posso afirmar o contrário. Lisboa esteve cheio de Africanidade! Com defeitos e virtudes inerentes a isso. Se por um lado vi líderes africanos nos mais luxuosos carros, a gastarem rios de dinheiro (alguns com cheiro a sangue inocente) nas mais caras lojas da capital, por outro lado há a festa do continente-mãe. Por exemplo, anteontem estava na estação do Oriente e ocorria uma manifestação contra Mugabe. Não havia distúrbios (como nas manifs anti-globalização), mas sim cartazes com opiniões fortes e muita música. Sim, música porque tudo tem de ter música. Tem que haver alguém tocando batuques para marcar o ritmo da dança...
Depois de há várias semanas, Lisboa ter tido cá os representantes europeus, bem mais formais (e bem mais aborrecidos), eis que agora temos uma Lisboa em festa. Um encontro de culturas bem diferentes (porque dentro de um continente tão díspar, diferenças entre Líbia e Cabo Verde são por demais evidentes), mas com uma informalidade inocente fantástica...
Bem sei que num universo de 800 milhões de africanos, apenas 1.2 milhões vivem em democracia, mas sei também que muitos países ocidentais alimentam essas ditaduras sangrentas por interesses económicos. Ah, e que me lembre nenhum país africano quis governar o mundo, enquanto Alemanha de Hitler (pela força), EUA dos últimos 30 anos (pela pax americana musculada), e a China do futuro (pela maioria dos números) tentaram ou tentarão...

Assim vai o mundo...

domingo, dezembro 09, 2007

O mundo...

Muito para escrever mas só amanhã...

Assim vai o mundo...

sexta-feira, dezembro 07, 2007

O mundo solidário...

Pediram-me para divulgar e cá estou eu... Vão até aqui...


Não nos querendo substituir ao Pai Natal nem ás múltiplas e meritórias instituições de solidariedade social portuguesas a ideia é criar um movimento cívico para:

No dia 24 de Dezembro ás 10h da manhã vamos reunir-nos num local ainda a designar no centro da cidade
Cada Pai Natal leva uma prenda (tragam crianças também)
Ás 11:30 arrancamos em comitiva (equipas de Pais Natais) e vamos percorrer todos os bairros e locais menos favorecidos da cidade de Lisboa
Cada criança que encontrarmos ganha uma prenda

Notas importantes:

Se não puder por qualquer motivo participar na distribuição entregue a sua prenda a um qualquer Pai Natal que lá esteja, ele a levará por si
Divulgue esta ideia pelos meios que estiverem ao seu alcance
Ajude-nos a montar a rota, sugira locais de visita
Se tiver meios de patrocinar este movimento cívico não hesite (carros de apoio; brinquedos; renas; barretes; etc... etc...)

Príncipios Orientadores:

Ver um sorriso na cara de uma criança
O Natal é quando um Homem quiser
O Homem sonha a obra nasce
Os putos não têm culpa
É possível
Nota muito, muito importante:

O facto de estarmos a falar em prendas=brinquedos e não em bens de primeira necessidade, como leite, roupas quentes e afins prende-se apenas com duas razões:


Este movimento cívico não se pretende substituir a ninguém (ONG's; IPSS's; Apoio Social; Governo; etc.)
Os putos também gostam de um brinquedo, por uma vez que seja...
Mais notícias em breve...


Assim vai o mundo...

O mundo do humor...

Importância da pontuação*

Um homem muito rico, estava muito doente e à beira da morte. Pediu papel e caneta, e escreveu o seguinte:
"DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ NÃO A MEU SOBRINHO JAMAIS SERÁ PAGA A CONTA DO ALFAIATE NADA DOU AOS POBRES"

Morreu antes de fazer a pontuação. Para quem ele deixou a fortuna?

Eram quatro os concorrentes;

1) O sobrinho fez a seguinte pontuação:
"Deixo meus bens à minha irmã ? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada dou aos pobres."

2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:
"Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada dou aos pobres."

3) O alfaiate pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele:
"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do alfaiate. Nada dou aos pobres."

4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabichão, fez a seguinte interpretação:
"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do alfaiate? Nada! Dou aos pobres."

Assim é a vida. Somos nós que colocamos, os pontos e as vírgulas...
E isso faz a diferença!

Assim vai o mundo...

quinta-feira, dezembro 06, 2007

O mundo do humor sério...

Anúncio:
Procuro companheiro macho, a origem étnica não é importante.
Sou muito boa fêmea e adoro BRINCADEIRAS.
Gosto muito de passeios nas matas, gosto de andar de jeep, de viagens para caçar, acampar e pescar, de noites de Inverno aconchegadas junto à lareira.
Jantares à luz de velas fazem que vá comer-lhe à mão.
Quando voltar a casa do trabalho esperá-lo-ei à porta, vestindo apenas o que a natureza me deu.
Telefone para 218756420 e pergunte pela Micas.
Aguardo notícias suas...

RESULTADO DO ANÚNCIO:
Mais de 15.000 homens deram por si a telefonar para a Sociedade
Protectora dos Animais – Secção de Caninos.

Assim vai o mundo...

O mundo da música...

Eu não estava a brincar quando disse que tinha preferido a versão cigana da música Bem Bom... Aliás, gosto muito da música cigana... Tem paixão... Dou muito valor ao Flamengo ou ao Tango... Por falar em boa música, vejam um clássico numa versão muito bem conseguida...



Stairway to Heaven
Rodrigo e Gabriela

Assim vai o mundo...

terça-feira, dezembro 04, 2007

O mundo do humor...

Como que em homenagem ao Quaresma, deixo aqui esta bela versão da música das Doce "Bem Bom" cantada pelos Ciganos de Ouro... Já agora, o vocalista é o sósia do Javier Bardem, não é???



Assim vai o mundo...

segunda-feira, dezembro 03, 2007

O mundo azul...

E quando um mágico silencia um palco... Com todo o respeito, é lindo...



Assim vai o mundo...

O mundo incorrigivel...

Ás vezes, a pura palhaçada diverte...



Assim vai o mundo...