segunda-feira, julho 31, 2006

Post número 500

Este é um post especial e como me apetece escrver muito, vou tentar não ser aborrecido...

Nunca fui de escrever diários, e sempre que comecei um, desistia passado pouco tempo. Mas aqui encontrei um espaço onde posso vir todos os dias e deixar algo. Em pouco mais de um ano, são 500 posts. São quinhentas (por extenso, tem mais força) vezes que precisei dizer alguma coisa. Isto porque descobri que a escrita é a minha terapia, é o meu refúgio, um dos meus mundos...

Pois bem, no início a escrita era quase só lida por mim. Depois começaram a surgir comentadores habituais, que passaram a conversadores e até amigos. A escrita passou a ser outra, porque é diferente falarmos para nós mesmos ou para desconhecidos do que falar para amigos...

Assim, no último post, não tive receio de contar o meu plano: o meu exílio em Lisboa. Confesso que por causa de razões do coração (que não de saúde :)), e não por razões profissionais. Mas o destino prega partidas e eis que a minha Ilha se desprendeu do Mundo... Pelo menos durante um tempo, depois se verá.
Foi um duro golpe, confesso! Não que não tenha já sofrido de amor. Irra, tenho tantas cicatrizes no coração como no peito! Mas para já o meu rumo está turvo. Como o sorriso! A imagem de marca anda escondida. ..
Sou Francisco, sou Sagitário, sou filho único! Teimoso, volátil, díficil de aturar... Mas tenho por hábito lamber feridas sozinho...

Depois há o problema da confiança! Confesso que me fizeram uma coisa há uns anos, e que ninguém sabe, que afectou a minha confiança nas relações. É preciso muito tempo até a tristeza sair dos meus olhos e o sorriso ser permanente. Pois bem, tudo isto está em pausa...

Disse que escrever é a minha terapia. De facto, é nas letras que exorcizo fantasmas. Escrevo sobre o que se passa comigo porque no papel não se sofre. Não estou a ser depressivo! Apenas digo que preferi que seja a personagem a sentir o que senti. Já por isso as minhas estórias não tem finais felizes...

Assim sendo, someça uma nova fase. Ou melhor, acabou uma fase! Com o post nº 500...

Agora vou dormir porque não tem sido fácil... É que antes de adormecer penso no que não devo, e a dormir vivo o que não posso! Peço desculpa pelo post confuso...

Assim vai o Mundo...

sexta-feira, julho 21, 2006

São dias assim que definem uma vida...

Philip Henslowe é uma personagem do filme Shakespeare in Love, cuja frase mais emblemática é: "I don't know. It's a mystery."! Pois bem, a madrugada e manhã de hoje tornaram-se momentos decisivos no meu percurso...
Tenho um trabalho interessante, recebo bem, e tenho meio dia para gozar a vida! Sei que nesta altura díficil, toda a gente me diz que estou muito bem. O problema é que eu não sou toda a gente! E estou incompleto... Está na altura de uma mudança, de sair do mesmo sítio, rumo a Lisboa. Foi uma decisão difícil! Devo dizer que pouco dormi hoje, mas não consigo continuar assim. Não posso apregoar a loucura, a necessidade das pessoas em seguir o seu caminho, e não fazer o mesmo! Pois bem, nesta altura, uma das coisas que mais me importa está em Lisboa e esse é o meu destino...
Eu confio que a vida dá-nos sinais do que devemos fazer ou não! Não acredito que tenhamos o destino marcado, mas há pistas. Hoje na viagem de comboio, fechei os olhos a dormitar e quando os abri, passava um comboio de mercadorias. Os dois primeiros vagões que li, diziam "Açoreana" e "Capital". Alguns de vocês sabem o que isto significa, e eu também o sei...
Tenho a sorte de ter uns pais que apoiam as minhas loucuras. Compreenderam quando fui viver para outra cidade (a 20 km) para estudar, compreenderam quando fui para Itália estudar, compreenderam quando precisei de um ano pós-universidade para encaminhar a minha vida... Eles sabem que tenho a mesma dose de juízo e de loucura, e que só assim sou feliz. Pois bem, está na altura de mais um mergulho de cabeça! De procurar a felicidade em Lisboa... Não sei ainda o que vou fazer! Terei uns meses para pensar nisso, mas a vontade já cá está... Se falhar, voltarei ou não à casa mater! Irei precisar de apoio dos meus amigos lisboetas, mas desconfio que, voltando a Henslowe: "Strangely enough, it all turns out well."

Assim irá o Mundo...

PS- Vou de férias uma semana e este blog estará em pausa. O próximo post é especial por uma razão que depois revelarei... Até já...

quinta-feira, julho 20, 2006

Ginásio...

Hoje reparei numa coisa: num ginásio, todas as vezes que um homem faz um exercício numa máquina, antes de sair, põe mais peso... Calculo que seja para que a próxima pessoa pense que ele é mais forte do que realmente é...
Eu faço ao contrário, deixo menos peso, para que a pessoa a seguir pense que é mais fraca que eu...
Posts de quem não tem nada para dizer...

Assim vai o mundo...

quarta-feira, julho 19, 2006

Ele deixou o mundo...



Morreu um dos melhores actores brasileiros... Raul Cortez habituou-nos a papéis fantásticos durante uma carreira enorme... Era também uma pessoa educada, com um sentido de humor fino! É uma perda enorme para a cultura mundial, mas sei que se há céu, ele vai lá estar a actuar...

Assim vai o mundo...

terça-feira, julho 18, 2006

segunda-feira, julho 17, 2006

Pedi ajuda e tive...

Obrigado a ti por me teres ajudado com os links, e a ti por teres arranjado a trapalhada que fiz...:D

Assim agradece o Mundo...

PS- Como podem reparar, este blog já possui os seus locais favoritos aqui ao lado!!!

Preciso de ajuda de bloggers simpáticos...

O meu blog nunca teve muitos artifícios, mas há um que sempre me fez pena não ter: a lista dos favoritos... Será que alguém me pode ajudar...

Assim pede o Mundo...

domingo, julho 16, 2006

Parabéns...

Muitos parabéns à menina Diva por ter o seu blog mencionado na revista Única do Expresso de sábado...

Assim vai o mundo...

TV Cabo...

Este serviço de televisão por cabo tem um serviço mau e algum desrespeito pelos clientes, suportados pela posição dominante no mercado português... Mas o canal FOX e FOX Life ainda são das melhores razões para suportar as coisas más! Séries como Perdidos, House, Will&Grace, Simpsons, Pretender, Nip Tuck, X-Files, e outras entram em nossa casa por intermédio desse canal e com um pormernor que parece mais um pormaior: pontualidade! É que não há mas nem meios mas, está marcada a uma hora e é a essa hora que começa... E tudo isto porque não há muita publicidade a não ser às séries dos canais... São canais óptimos e uma boa razão para ver tv....

Assim vai o mundo...

sexta-feira, julho 14, 2006

Blogosfera...

São dias difíceis na blogosfera! PArece que uma nuvem negra de desilusão paira sobre alguns bloggers...
Primeiro, tu, que estás a pensar em calar a voz! Disse-te certa vez, que um dia o meu blog teria as visitas carinhosas que o teu sempre teve. Ficou a ser o meu blog-guia! Tive meses em que era lido por uma ou duas pessoas, e comentado por nenhuma. Foi através da força bloguistica que me deste, que renovei a minha vontade de escrever. Fui resistindo, e não esqueço que foi no post sobre mestre Sepúlveda que o meu blog ganhou outra visibilidade. Por tudo isto, nem penses que chegou a tua hora...
Digo exactamente o mesmo a ti, que anunciaste a despedida bloguista. Escrever é um vício, é uma necessidade que não se abandona... Foi neste espaço que mais escrevi, e tu foste das pessoas que mais me apoiou. O riso que partilhamos começou nas visitas que fiz ao teu blog. Através dele fui-te conhecendo e apreciando a alegria da menina que por trás das letras se esconde. Intermitentemente, mas sempre presente, foste dando força à minha maneira brincalhona e optimista de ver a vida. Assim, confio que tenhas apenas feito uma pausa, por causa do trabalho, mas que não resistirás a voltar e a divertir-nos com esses posts sinceros e divertidos...
Denoto também algum cansaço em ti, não sei se por coisas do blog ou da vida real. A minha comentadora mais assídua, foi-me dando feedback dos meus posts! Assim sendo, acho bem que ganhes uma nova força e que te mantenhas por ca...:D
Todas vocês foram testemunhas de um ano de posts. Sabendo da minha natureza volátil, só o gosto por escrever e a vossa leitura me faz estar neste mundo da blogosfera...

Assim vai o mundo....

quinta-feira, julho 13, 2006

Aviso...

Assim como quem não quer a coisa, começou hoje uma guerra... Atenção aos ventos que sopram do Medio Oriente...

Assim vai o mundo...

quarta-feira, julho 12, 2006

Querem um post estúpido?

Quero voltar a escrever... Mas isso implica uma mesa grande, os meus papéis todos espalhados, etc... Ora, essa mesa está ocupada com um puzzle de 3000 peças que ainda está no princípio! Assim preciso de fazer o puzzle, para livrar a mesa, para poder ter espaço, para poder escrever...
Alguém quer ajudar a fazer o puzzle?

Assim vai o mundo...

terça-feira, julho 11, 2006

Assim sou eu...

Quando se pergunta o maior defeito a alguém, a resposta mais comum é a teimosia. Ou temos um mundo de teimosos ou de mentirosos. Não digo que não sou ou que não há teimosos, mas há defeitos maiores. Fui descobrindo ao longo dos anos a resposta verdadeira para o meu caso...
Quase todas as religiões do mundo defendem que devemos esquecer e perdoar o mal que nos fazem. Por outro lado, já ouvi um politico a dizer que não perdoa, nem esquece! Pois bem, eu estou algures no meio. Não me é difícil perdoar algo que me fazem, mas a natureza deu-me uma memória enorme, o que faz com que não esqueça as coisas. Seja as coisas erradas que faço, sejas as que fazem comigo, tendo a não esquece-las... E nromalmente isso é mau porque se perdoo a primeira que me fazem, a minha memória é activada quando me fazem uma segunda! Isso entronca com outro defeito ou qualidade que é odiar discutir, mas quando o faço é a valer. Tudo é metido ao barulho! E isso, admito, não é muito racional.
Assim, a memória prodigiosa deixa de ser qualidade e passa a ser defeito. E dos grande...

Assim é o Mundo...

Gestos

Pequenos gestos que temos no dia a dia podem definir o que somos e pensamos...
A propósito da missa, já afirmei que sou praticante apesar de ser mais cristão que católico. Estava à conversa com pessoas da minha família a propósito da genuflexão. O acto de estar de joelhos sempre me perturbou e mal tive vontade própria, deixei de o fazer. Já defendi que para mim, a beleza da vida de Cristo será tanto maior, quanto sabemos que ele foi um homem normal mas com uma grande capacidade de sofrimento e compaixão. Não me importa tanto os milagres, mas mais os humanismos... Assim, em vez de me ajoelhar, estou de pé, com a cabeça ligeiramente inclinada, como faço com todas as pessoas por quem tenho um profundo respeito. A humildade, o assumir da fraqueza humana, tem de ser sentida e não gestualizada! Até porque, segundo a Biblia, ele é um irmão mais velho, ou seja, deve ser respeitado e não adulado...

Assim vai o Mundo...

Materazzi



Estão a ver o senhor que levou a cabeçada do Zidade? Não tenham muita pena porque ele não tem pena dos outros...

Assim vai o mundo...

segunda-feira, julho 10, 2006

Prenda...

Bem sei que não é a mesma coisa que um livro mesmo, ou a visita a uma livraria, mas de 4 de Julho a 4 de Agosto, comemora-se o chamado e-book! E a World e-book library juntou-se ao Project Gutenberg para permitir fazer o download de milhares de obras escritas e até declamadas... O site é este... Façam uma visita e aproveitem para arranjar clássicos da literatura mundial...

Assim vai o mundo...

domingo, julho 09, 2006

Mundial....

O jogo de ontem já não contava para nada... Quanto a hoje, vou torcer pela Italia! Em nome dos tempos que lá vivi...

Assim vai o mundo...

sexta-feira, julho 07, 2006

Louve-se...

Bem sei que começa tarde, mas parece que a exibição de peças de teatro ou revistas às quartas-feiras na TVI é para ficar. É uma bela maneira de aproximar o teatro das pessoas, se bem que deveria começar, pelo menos, uma hora mais cedo... Mas é claro que para isso teria que desaparecer umas das telenovelas...

Assim vai o mundo...

Tarantino...

Por estes dias, estava já quase na companhia do Morfeu, quando este senhor me despertou com este filme. O conceito deste filme em dois volumes só podia sair da cabeça alucinada mas talentosa dele. Grande elenco, grande argumento, grande banda sonora, grande filme...

Assim vai o mundo...

quinta-feira, julho 06, 2006

À laia de conclusão...

Toda esta minha conversa da traição, surgiu porque acabei de ler o Codex! Na obra, interessante não genial, existe um caso entre a personagem principal e uma loira estonteante. Não viria mal ao mundo se o rapaz não fosse casado... O mais engraçado é que após umas escorregadelas, vulgo cambalhotas, com a escandinava, o senhor tem uma visão que o affair era apenas uma fuga do quotidiano problemático. Mas que essa realidade tinha sido escolhida por ele há muito tempo e era a correcta! E vai daí, acaba com a brincadeira... Não haveria problemas se a menina loira não tivesse ido contar à mulher! Ora, para quem leu este meu post, vai encontrar aqui estas situações...
Eu perguntei depois se haveria perdão possível a uma traição! Creio que é difícil mas possível. Exige desde logo um amor extraordinário e uma capacidade de encaixe enorme! Tem como parte boa o facto de a pessoa que recebe o perdão saber que caminha em gelo muito fino a partir daí. Por outro lado, há uma quebra de confiança que pode jamais ser reatada... Nunca fui perdoado, mas já perdoei. Decvo dizer que dificilmente perdoarei outra vez, porque correu mal mesmo não tendo sido traído de novo, mas cada caso é um caso... No que toca a como devemos reagir se pisarmos o risco, creio que a melhor maneira é a mesma a adoptada pelo referido personagem: não pressionar nada! Aquilo que foi perdido, a confiança, é algo que demora a ser restabelecido... Só com paciência e muitas demonstrações de amor se vai lá...

Assim vai o mundo...

terça-feira, julho 04, 2006

Rais parta isto...

Atacado certamente por um vírus de origem gaulesa, o meu blog padeceu de não actualizações... Mas ao contrário da nossa selecção, esmaguei o miserável patife...
Ora bem, depois deste jogo, cabe dizer que estava à espera que Portugal fosse eliminado mas não assim! A França pouco jogou e nós tivemos medo de ser felizes. Já agora, não será que este vírus tenha atacado o Deco? É que ficou tão apático como o meu blog...

Assim (ainda) se orgulha o Mundo...

PS- Prometo que amanhã, ainda falo um bocadinho do tema traição...

segunda-feira, julho 03, 2006

Estou à espera...

Já recebi reacções ao post anterior, mas quero mais... Gostava de saber se acham que há perdão possivel a uma traição, e como deverá ser dado/recebido...

Assim vai o mundo...

PS- Engraçado, nunca tinha pensado nisto: quem comenta no meu blog são quase sempre mulheres! E ainda bem...

domingo, julho 02, 2006

Apetece-me pegar com as meninas...

Este post exige resposta da menina Wakewinha, da menina Lima, da menina Luna e da menina Woochi... Pode ser nos comments ou num post próprio!
Ficando desde início que acho a traição errada, não só o acto, mas também a vontade em si, quero dar aqui a minha perspectiva de "gajo" sobre algumas coisas...
Dizem que os homens traem mais que as mulheres! Sabe-se, no entanto, e cada vez mais que isto não é verdade. A realidade é que normalmente se descobre a traição dos homens e não a das mulheres. Porque nós, homens, somos mais burros, e vocês, mulheres, mais espertas? Talvez...:) Mas como esta resposta é pouco polémica, vou arriscar mais... A verdadeira razão é porque, 99% dos casos, nós vos traímos com outra mulher e vocês com outro homem. Ou seja, se nós vos traíssemos com outro homem, vocês nunca iriam descobrir. Porquê? Inúmeros motivos! Primeiro, se vocês nos trairem com um homem e a certa altura decidirem acabar com o adultério, o "outro" pode perguntar as razões mas ao fim de uns dias parte para outra... Se formos nós a trair-vos com outra mulher, temos um berbicacho! É que, a tese de sermos burros não cola, normalmente a "outra" só aceita ser "outra" até certo ponto. Não me parece que uma "amante feminina" se contente apenas com a parte física da relação, como faz o "amante masculino", e a médio/longo prazo exigirá mais sentimento (mais "Amo-te" que "Desejo-te") e isso implicará duas coisas: que nós deixemos a "legítima", fiquemos com a "ilegítima" mas nunca será a mesma relação proibida; ou que nós escolhamos a "legítima", a amante não aceita e a "legítima" irá saber «a peça que tem em casa»... Seja como simples vingança ("Se eu não o tenho, ela também não o terá!") ou como forma de o conquistar ("Se a mulher descobrir, vai-se embora, e eu fico com ele!"), a estratégia não resulta, porque não gostamos de jogos destes. Por tudo isto, é fácil começar , mas impossível acabar. É só lembrar o filme Atracção Fatal e em contraposição o Infiel. No primeiro,a escorregadela do Michael Douglas, e ele até tinha uma vida perfeita, acaba com uma Glenn Close a tentar matar toda a gente, sobretudo o amante. No segundo, Richard Gere descobre o amante da sua mulher, mata-o (ou seja, marido mata o amante, o que já é diferente), mas continua a viver com a mulher. Podemos dizer que o alvo da fúria é o outro homem e o alvo da mágoa/traição é da mulher.
Por isso, costumo dizer que a deslealdade é pior que a infidelidade. A traição por pensamento até poderá existir (naquela vertente do "como seria"), mas a vontade já é outra coisa (a vertente do "como será")! Até por outra diferença significativa entre homens e mulheres: a questão da intimidade. Normalmente, numa relação normal, é diferente se um homem tiver uma certa intimidade com amigas do que uma mulher com amigos. Ponho isto mais simples! O homem sabe que não há problema com a sua mulher abraçar, sentar no colo, chamar "lindo" ou "querido" a um amigo, porque por muita vontade que o amigo tenha em ter alguma coisa com ela, a vontade dela impera. No caso da mulher, se ela vir o seu homem abraçar, ter sentada no colo, chamar "linda" ou "querida" a uma amiga, pode haver problema porque ela não sabe a intenção da outra mulher e não confia na vontade própria do seu homem. É a eterna questão, não totalmente errada mas não totalmente certa, do homem ser uma "criança" e a mulher uma eterna "mãe"! As mulheres gostam de manter a "trela" curta, porque não confiam na cabeça do homem. Salvando os exageros das pessoas possessivas (e essas pessoas tem muita sorte em encontrar quem as ature), as mulheres são mais controladoras que os homens. Não, sem uma certa razão...
Tenho falado em geral, homens e mulheres, porque me cabe representar um lado, mas se tiver de me centrar em mim, o caso complica justamente porque simplifica! Explico... Creio já ter dito que traí e fui traído. Ao trair aprendi que a lógica da traição é enganadora porque significa, em princípio, que não se está satisfeito com na relação (e por isto, admito ter passado uma fase em que bloqueava qualquer tipo de relação que fosse para além da "amizade colorida"); e ao ter sido traído aprendi que não se pode controlar nunca a vontade ou acção da outra pessoa! Assim, não importa ter ciúmes enquanto efeito de controlo. Se a outra pessoa me quiser trair, não posso ser eu a fazer nada. Não resultará fúria nem perdão, apenas quebra de confiança e, no meu caso, de interesse na relação...
Se há alguma coisa a fazer nos casos de traição, é um assunto que falarei depois!

Estou à espera de ser contrariado, contestado, criticado, mas sobretudo comentado...

Assim pensa o Mundo...

sábado, julho 01, 2006

Portugal...

Disse antes do jogo começar a um amigo que íamos ganhar 3-1! Mas nunca pensei que esse resultado surgisse nos penalties... Conta na mesma...

Assim vai o mundo...