sexta-feira, março 31, 2006

Passou-me...

Tenho-me esquecido de dizer que mestre Sepúlveda deve estar contente com a eleição da simpática Michelle Bachelet... Ele e o Chile merecem um futuro tranquilo...

Assim melhora o mundo...

Blog do dia...

Mais uma pessoa que conquistou o seu espaço como leitora assídua deste blog e que eu retribuo sempre que posso... A menina Lima já tem mais tempo de blogosfera e tem um blog que apesar da sua simplicidade, é sempre interessante... Seja uma imagem, um poema, um video ou uma opinião, é sempre um local a visitar e aprender alguma coisa nova... Assim sendo, Menina Lima, espero que não se importe com esta referência...

Assim vai o Mundo...

quinta-feira, março 30, 2006

Blog do dia...

Hoje refiro outro dos blogs que visito com frequência... Aliás devo dizer que dentro da categoria dos "famosos", ou seja de pessoas que são figuras públicas, este é o que vou mais vezes e exponho mais a minha opinião. Na verdade, o meu caríssimo homónimo foi sempre extremamente simpático e dei por mim a trocar mails com ele... Aliás, foi a sua solicitude e coisas em comum (o gosto por viagens, escrita e o FCP) que me cativou... Apanhei o último dia do seu anterior blog, o Aviz, e depois foi com alegria que vi que ele tinha começado este... É um blog a visitar muitas vezes porque, podendo não se concordar, é uma opinião tranquila e bem fundamentada...

Assim visita o Mundo...

Dia de dentista...

Hoje foi dia de dentista... Não costumo ter muito contra este tipo de visitas... Os meus dentes nunca me deram problemas de maior... Até hoje! Os irrequietos sisos nasceram tortos e o senhor doutor vaticinou. "Pois é, os dois sisos de cima vão ter se sair... E os de baixo, se calhar também...". Ora bem, pagar 50 euros para o dentista nos dizer que irei ter de arrancar dois dentes que estão bons, leia-se sem cáries, é um bocadinho mau... O capital de confiança que eu tinha nestas visitas caiu um bocado... E enquanto ele me fazia uma limpeza ao tártaro, e a ouvir o Englishman in New York do Sting, pus-me a pensar que é provavelmente a especialidade médica (tirando urologista e ginecologista) mais estranha... É que é uma situação estranha estar de boca escancarada para dois desconhecidos, mas também não deve ser muito agradável estar todo o dia a ver dentes, linguas e demais elementos da cavidade bocal... Médico por médico, preferia ser oftalmologista porque tem brinquedos mais giros, como aqueles óculos onde se põe as lentes, e sempre é melhor olhar nos olhos que para a "cremalheira" de alguém...

Assim vai o Mundo...

quarta-feira, março 29, 2006

Reformulação...

Uma vez que a minha net está mesmo a dar as últimas, em vez de num post por todos os blogs que visito, irei falar num por dia... Assim a homenagem dura mais tempo...

Assim o blog de hoje, e sendo que não haverá uma ordem que não seja a da memória, é o da menina Wakewinha... Não sei porque foi que cheguei aquele blog, mas em boa hora o fiz... A autora transformou-se em leitora deste blog e depois em compincha (não é todos os dias que se pode usar esta palavra, por isso tenho de aproveitar...)! Agora, os nossos textos entrecruzam-se e os nossos temas acabam por estar muitas vezes interligados... Assim sendo, um beijo para a menina que depois de blogger se tornou uma pessoa do mundo real...

Assim vai o Mundo...

terça-feira, março 28, 2006

Devagar, devagarinho...

Este blog está hoje de parabéns... Faz hoje um ano que deixei aqui o primeiro post no blog onde passo mais tempo! Gosto dos três, mas sendo que este é onde posso falar de coisas diferenciadas, aqui vim mais vezes... Poucos terão sido os dias em que não deixei aqui algo... Algumas vezes piadas, outras vezes imagens, muitas vezes a minha visão das coisas! Tive tempos em que não tinha quase ninguem a ler o blog, mas a pouco e pouco fui conseguindo leitores e ,posso dizer, assíduos frequentadores... Escrever é para mim um prazer, uma necessidade... Todos os dias vejo o mundo à minha volta e reinvento a realidade! Aliás cada vez mais vejo isso como meu futuro: absorver a realidade de dia e reinventa-la de noite... E por esta razão, se torna tão fácil chegar aqui e deixar as teclas correrem ao sabor dos dedos... Como tocar piano!
Há uns dias tive para abandonar o blog... Confesso. Achava que deveria fazer uma pausa para ganhar energia e inspiração, mas escrever é mais forte que eu! E não podia deixar as pessoas que veem até aqui sem aviso... Leio todos os comments com o prazer de saber que alguém se deu ao trabalho de ler o que escrevi e de deixar a sua opinião... Por isso mesmo, quero agradecer a todas as pessoas que aqui vieram, vêem e virão ler o que escrevo...
Deixarei aqui amanhã os blogs que todos os dias visito, e que fazem parte da minha blogosfera...

Obrigado e espero continuar por aqui...

Assim agradece o Mundo...

segunda-feira, março 27, 2006

Tem piada...

Éum projecto ainda recente mas tem a sua piada...

Assim vai o mundo...

domingo, março 26, 2006

Tudo é pouco...

É mais uma iniciativa louvável.... Pediram-me para divulgar e eu com todo o gosto o faço...

Assim vai o mundo...

sábado, março 25, 2006

Finalmente vi os senhores cowboys...

Hoje foi dia de cinema... Decidi ver o Brokeback Mountain... Os dois meninos estão muito bem, o Ang Lee levou bem o Óscar mas o meu filme de 2005 é mesmo o Crash...

Assim acha o Mundo...

sexta-feira, março 24, 2006

Esta causa merece...

Esta causa merece... Vão até aqui e leiam... Não custa nada...

Assim vai o mundo...

quinta-feira, março 23, 2006

Rescaldo...

O Sporting não merecia perder, mas alguém tinha de ser... Há um penalti contra o Porto mas a expulsão do Bosingwa também é forçada...
Mas o que me apetece mesmo dizer é que o Baía continua a ser para mim o melhor guarda redes português de todos os tempos...

Assim vai o mundo...

quarta-feira, março 22, 2006

Lembram-se...

Lembram-se de eu reclamar com a chuva? Pois bem, o problema é da NetCabo... Mas a irritação mantém-se...
Estou sem net e não tenho tido tempo de escrever no trbalho...

Assim (não) vai o mundo...

terça-feira, março 21, 2006

Dia Mundial da Poesia...

Hoje comemora-se o Dia Nacional da Árvore! Mas disso encarrega-se a Wakewinha...
Eu falo do Dia Mundial da Poesia... Vou tentar vir aqui deixar alguns dos meus favoritos (apesar de não ser um grande amante de poesia)! Se não conseguir, divirtam-se num dos meus sites favoritos...

Assim vai o Mundo...

segunda-feira, março 20, 2006

Um bocadinho...

Irrita-me um bocadinho de nada, que quando chova, eu fique sem net...

Assim vai o (desligado) mundo...

domingo, março 19, 2006

Salto ao Oriente...

Ontem à noite, decidi ir em óptima companhia experimentar a comida japosensa... Fui até ao Olivais Shopping, a um restaurante chamado Tokio...
Ora bem, a fila à entrada indicava que o sítio deveria ser bom! E a verdade é que pagar 10 euros (fora as bebidas) por uma fartazana de pratos é um achado! É um tapete rolante com pratinhos que passam ao lado da mesa e em que podemos pegar no que quisermos... Há camarão cru, salmão cru, arroz, sushi, sashimi, laranja, melão, coisas que eram não identificáveis e outras que era melhor não identificar... Como várias coisas são picantezinhas, convém ir bebendo e ir intercalado com as frutas! Da parte do peixe cru e assim gostei, a alga é que não me seduziu muito...
Ora bem, o resultado deste jantar foi uma barrigada enorme e a necessidade de um passeio para que o estômago fizesse o seu trabalho... Mas gostei desta incursão gatronómica!

Assim vai o mundo...

sábado, março 18, 2006

Recordar é viver...

Este fim de semana estou por Lisboa por isso estarei mais ocupado, mas vão até aqui e relembrem os momentos da nossa infância...

Assim ia o mundo...

sexta-feira, março 17, 2006

O porquê da vida humana...

No 1º dia, Deus criou a Vaca e disse-lhe:
"Tens de ir todo o dia para o campo com o agricultor, sofrer debaixo do Sol e dar leite para o sustentar... Dar-te-ei 60 anos de vida."
A Vaca disse: É uma vida dura e queres que viva 60 anos... Dá-me só 20 e devolvo os outros 40... E Deus concordou.

No 2º dia, Deus criou o Cão e disse-lhe:
"Senta-te todo o dia perto da porta de casa e ladra aos estranhos que passem perto ou tentem entrar... Dar-te-ei 20 anos de vida."
O Cão respondeu: Isso é muito tempo para estar a ladrar, dá-me apenas 10 e eu devolvo os outros 10... E Deus concordou.

No 3º dia, Deus criou o Macaco e disse-lhe:
"Diverte as pessoas fazendo truques de macaco para que se riam muito... Dar-te-ei 20 anos de vida.
O Macaco contestou: Que cansativo fazer macaquices durante 20 anos, não me apetece, farei como o Cão e devolvo também 10 anos... E Deus concordou.

Ao 4º dia, Deus criou o Homem e disse-lhe:
"Come, bebe, brinca, faz sexo, diverte-te muito. Não faças nada, simplesmente goza a vida... Dar-te-ei 20 anos de vida."
O Homem disse então: O quê??! Só 20 anos? Nem pensar! Fazemos o seguinte: ficarei com os 40 anos que a vaca devolveu, os 10 do cão e os 10 do macaco, o que totaliza 80. Pode ser?
"OK" disse Deus, "Negócio fechado"!

Agora percebem porque é que nos primeiros 20 anos comemos, dormimos, brincamos, divertimo-nos e não fazemos nada... Os 40 anos seguintes trabalhamos de Sol a Sol para sustentar a família, nos 10 seguintes fazemos figura de macaco a entreter os netos e nos últimos 10 sentamo-nos na varanda e "ladramos" a toda a gente...

Assim ri o mundo...

Tertúlia...

Ontem à noite, inserido no meu projecto, assisti a uma tertúlia na Faculdade de Psicologia do Porto... Foi interessante, apesar de um dos tertúlios não ter aparecido! Há muito por dizer na questão da igualdade de género. Um das principais discussões foi o facto da Prof. Isabel Menezes ter dito que "Ser feminista é ma questão de bom gosto e bom senso!". Náo intervi mas devo dizer que não penso ser tão linear assim. Não sou feminista, apesar de trabalhar nesta área, na mesma proporção que não sou machista. Sou igualitarista! Acredito que devemos todos ter as mesmas oportunidades seja de emprego, de liberdades, de direitos, de deveres, e que depois tudo o mais são escolhas individuais... A professora que citei, e que gostei particularmente de ouvir, defendeu que o machismo é um "conjunto de práticas que pressupõe a existência de pessoas de 1ª e de 2ª.". Até poderei concordar, porque nunca defendi actos machistas, de que as mulheres são para estar em casa e para cuidar dos filhos. Mas também tenho orgulho em ser um homem que abdicaria da sua carreira em favor de uma carreira mais vantajosa da companheira ou de ficar em casa a cuidar dos filhos e tratar da casa... Como poderei chamar a isto? Masculinismo? Cavalheirismo? Eu permito sempre a passagem às mulheres, como normalmente permito às pessoas mais velhas... Serei feminista, também porque faço isto?
Defendo a iguladade total entre os dois sexos, porque senão não trabalhava na área, mas também não acho correcto que se diga que um homem de bom senso deva ser feminista! Sou-o, mas também sou masculinista. Até porque começo a ver certas coisas que advém da maior liberdade (inteiramente justa, note-se) que as mulheres tem que desembocarão em erros que normalmente os homens cometes... Por exemplo, tenho a certeza que a incidência do cancro do pulmão nos próximos 30/40 anos irá aumentar imenso nas mulheres e não sei se não ultrapassará os homens! Isto porquê? Lembro-me de ter tido esta discussão da percepção que tinha mas há uns meses atrás fui corroborado por uma sondagem do Expresso... Há cada vez mais mulheres a fumar, sobretudo nas faixas etárias mais jovens! é incrivel o número de raparigas que nas escolas secundárias e universidades são fumadoras! Por exemplo, no meu local de trabalho, temos três homens e nenhum fuma, e em nove mulheres, seis fumam... Não deixa de ser paradigmático! Não estou a dizer que não se deva fumar, é uma escolha de cada um (não falo agora de fumos passivos, até porque só se pode fumar numa sala da instituição), mas pergunto-me se este erro que é fumar enquanto vício (leia-se erro em termos de saúde), não surgirá de uma fome de liberdade, de uma vontade de usufruir de direitos das mulheres... Essas liberdades são legítimas, mas neste caso trata-se de um acto que prejudica a própria saúde...

Não sei se consegui explicar bem o que queria dizer, mas para mais informações, é favor perguntar...

Assim vai o mundo...

quinta-feira, março 16, 2006

Viva o Norte...

O texto é de Miguel Esteves Cardoso (se não for peço desculpa), mas decidi transcrevê-lo por causa do tema...

"Primeiro, as verdades. O Norte é mais Português que Portugal.
As minhotas são as raparigas mais bonitas do País. O Minho é a
nossa província mais estragada e continua a ser a mais bela. As festas da
Nossa Senhora da Agonia são as maiores e mais impressionantes que já se
viram.

Viana do Castelo é uma cidade clara. Não esconde nada. Não há
uma Viana secreta. Não há outra Viana do lado de lá. Em Viana do Castelo
está tudo à vista. A luz mostra tudo o que há para ver. É uma cidade
verde-branca. Verde-rio e verde-mar, mas branca. Em Agosto até o verde mais
escuro, que se vê nas árvores antigas do Monte de Santa Luzia, parece
tornar-se branco ao olhar. Até o granito das casas. Mais verdades. No Norte
a comida é melhor. O vinho é melhor. O serviço é melhor. Os preços são mais
baixos. Não é difícil entrar ao calhas numa taberna, comer muito bem e pagar
uma ninharia. Estas são as verdades do Norte de Portugal. Mas
há uma verdade maior. É que só o Norte existe. O Sul não existe. As partes
mais bonitas de Portugal, o Alentejo, os Açores, a Madeira, Lisboa, et
caetera, existem sozinhas. O Sul é solto. Não se junta. Não se diz que se é
do Sul como se diz que se é do Norte. No Norte dizem-se e orgulham-se de se
dizer nortenhos. Quem é que se identifica como sulista? No Norte, as pessoas
falam mais no Norte do que todos os portugueses juntos falam de Portugal
inteiro.

Os nortenhos não falam do Norte como se o Norte fosse um segundo
país. Não haja enganos. Não falam do Norte para separá-lo de Portugal. Falam
do Norte apenas para separá-lo do resto de Portugal. Para um nortenho, há o
Norte e há o Resto. É a soma de um e de outro que constitui Portugal. Mas o
Norte é onde Portugal começa. Depois do Norte, Portugal limita-se a
continuar, a correr por ali abaixo. Deus nos livre, mas se se perdesse o
resto do país e só ficasse o Norte, Portugal continuaria a existir. Como
país inteiro. Pátria mesmo, por muito pequenina. No Norte. Em contrapartida,
sem o Norte, Portugal seria uma mera região da Europa. Mais ou menos
peninsular, ou insular. É esta a verdade. Lisboa é bonita e estranha mas é
apenas uma cidade. O Alentejo é especial mas ibérico, a Madeira é
encantadora mas inglesa e os Açores são um caso à parte.

Em qualquer caso, os lisboetas não falam nem no Centro nem no
Sul - falam em Lisboa. Os alentejanos nem sequer falam do Algarve - falam do
Alentejo. As ilhas falam em si mesmas e naquela entidade incompreensível a
que chamam, qual hipermercado de mil misturadas, Continente.

No Norte, Portugal tira de si a sua ideia e ganha corpo. Está
muito estragado, mas é um estragado português, semi-arrependido, como quem
não quer a coisa. O Norte cheira a dinheiro e a alecrim. O asseio não é
asséptico - cheira a cunhas, a conhecimentos e a arranjinho. Tem esse
defeito e essa verdade. Em contrapartida, a conservação fantástica de
(algum) Alentejo é impecável, porque os alentejanos são mais frios e
conservadores (menos portugueses) nessas coisas.

O Norte é feminino. O Minho é uma menina. Tem a doçura agreste,
a timidez insolente da mulher portuguesa. Como um brinco doirado que luz
numa orelha pequenina, o Norte dá nas vistas sem se dar por isso.

As raparigas do Norte têm belezas perigosas, olhos
verdes-impossíveis, daqueles em que os versos, desde o dia em que nascem, se
põem a escrever-se sozinhos. Têm o ar de quem pertence a si própria. Andam
de mãos nas ancas. Olham de frente. Pensam em tudo e dizem tudo o que
pensam. Confiam, mas não dão confiança. Olho para as raparigas do meu país e
acho-as bonitas e honradas, graciosas sem estarem para brincadeiras, bonitas
sem serem belas, erguidas pelo nariz, seguras pelo queixo, aprumadas, mas
sem vaidade. Acho-as verdadeiras. Acredito nelas. Gosto da vergonha delas,
da maneira como coram quando se lhes fala e da maneira como podem puxar de
um estalo ou de uma panela, quando se lhes falta ao respeito.

Gosto das pequeninas, com o cabelo puxado atrás das orelhas, e
das velhas, de carrapito perfeito, que têm os olhos endurecidos de quem
passou a vida a cuidar dos outros. Gosto dos brincos, dos sapatos, das
saias. Gosto das burguesas, vestidas à maneira, de braço enlaçado nos
homens. Fazem-me todas medo, na maneira calada como conduzem as cerimónias e
os maridos, mas gosto delas. São mulheres que possuem; são mulheres que
pertencem.

As mulheres do Norte deveriam mandar neste país. Têm o ar de que
sabem o que estão a fazer. Em Viana, durante as festas, são as senhoras em
toda a parte. Numa procissão, numa barraca de feira, numa taberna, são elas
que decidem silenciosamente. Trabalham três vezes mais que os homens e não
lhes dão importância especial. Só descomposturas, e mimos, e carinhos. O
Norte é a nossa verdade. Ao princípio irritava-me que todos os nortenhos
tivessem tanto orgulho no Norte, porque me parecia que o orgulho era
aleatório. Gostavam do Norte só porque eram do Norte. Assim também eu.
Ansiava por encontrar um nortenho que preferisse Coimbra ou o Algarve, da
maneira que eu, lisboeta, prefiro o Norte. Afinal, Portugal é um caso muito
sério e compete a cada português escolher, de cabeça fria e coração quente,
os seus pedaços e pormenores.

Depois percebi. Os nortenhos, antes de nascer, já escolheram. Já
nascem escolhidos. Não escolhem a terra onde nascem, seja Ponte de Lima ou
Amarante, e apesar de as defenderem acerrimamente, põem acima dessas terras
a terra maior que é o 'O Norte'. Defendem o 'Norte' em Portugal como os
Portugueses haviam de defender Portugal no mundo.

Este sacrifício colectivo, em que cada um adia a sua pertença
particular - o nome da sua terrinha - para poder pertencer a uma terra
maior, é comovente. No Porto, dizem que as pessoas de Viana são melhores do
que as do Porto. Em Viana, dizem que as festas de Viana não são tão
autênticas como as de Ponte de Lima.

Em Ponte de Lima dizem que a vila de Amarante ainda é mais
bonita. O Norte não tem nome próprio. Se o tem não o diz. Quem sabe se é
mais Minho ou Trás-os-Montes, se é litoral ou interior, português ou galego?
Parece vago.
Mas não é. Basta olhar para aquelas caras e para aquelas casas,
para as árvores, para os muros, ouvir aquelas vozes, sentir aquelas mãos em
cima de nós, com a terra a tremer de tanto tambor e o céu em fogo, para
adivinhar.

O nome do Norte é Portugal. Portugal, como nome de terra, como
nome de nós todos, é um nome do Norte. Não é só o nome do Porto. É a maneira
que têm de dizer 'Portugal' e 'Portugueses'. No Norte dizem-no a toda a
hora, com a maior das naturalidades. Sem complexos e sem patrioteirismos.
Como se fosse só um nome. Como 'Norte'. Como se fosse assim que chamassem
uns pelos outros. Porque é que não é assim que nos chamamos todos?"

Sabem, dá um saborzinho especial que seja um lisboeta a escrever isto...

Assim vai o (norte do) mundo...

quarta-feira, março 15, 2006

Actualizações...

Peço desculpa mas tive a actualizar o blog dos dias em que estive fora... Vejam e comentem...

Assim escreveu o mundo...

terça-feira, março 14, 2006

Grande "Rayman"



Bem sei que está em inglês mas a história merece....

domingo, março 12, 2006

Diário de viagem...parte V

10h40- Isto sim é uma hora decente... Tomo um duche, acabo a mala e desço... Pago o hotel e saio com mais uma colega para tomar um brunch... O resto do grupo saiu mais cedo para ver a cidade de Espaço ou o diabo... Saimos e vamos até a Basilica de Saint Sernin! Vemos por dentro e fora está a decorrer uma feirinha muito engraçada, que até parece a TV Shop ao vivo... Depois fomos tomar um café e comer uma sandwich... Depois tomamos um chá porque está demasiado frio para andar na rua...

14h30- Voltamos ao hotel porque marcamos com o resto do grupo... Quando chegamos, esperamos no hall e lá aparecem! Com a greve do Metro, acabaram por não ver nada... E nós levantamos mais tarde e ainda vimos algumas coisas! Que bela ideia. Para mais, parece que houve discussão entre dois elementos... Mas nada de grave...

15h- Vamos para o aeroporto, fazemos o check-in e esperamos... Enquanto isso, aproveito para comprar a caneca da cidade para a minha colecção! Depois lá vamos para o avião mas um problema, faltava gasolina, faz com que o nosso voo atrase meia hora. Não seria grave se não tivessemos uma ligação em Madrid... Por fim, lá arrancamos e abandonamos França...

18h30- Um problema com os monitores em Barajas faz com que o nosso voo não esteja na porta certa... Assim temos de correr para o avião mais uma vez... Finalmente a ultima viagem, a ultima aterragem, e o solo português...

Assim foi e veio o Mundo...

sábado, março 11, 2006

Diário de viagem... parte IV

7h20- Mais um dia que começa demasiado cedo...

9h15- Nem acredito que estou num colóquio sobre construção civil... Uma colega apresenta o nosso projecto e depois outra fala sobre a segregação de género em Portugal... Corre tudo bem...

12h50- Acaba-se de vez o trabalho! Agora é só lazer... Um almoço volante com pequenos acepipes, muitos queijos e alguns bolinhos servem para enganar o estomago...

15h40- Temos de esperar o autocarro durante mais uma hora, numa feira de construção civil... O desespero é tanto que até já jogamos o jogo das palavras... Valha-me o facto de ter sabido que o Porto ganhou 2-0!

17h- Chegamos ao hotel e um grupo de 5 decidimos ir lanchar... A conversa é muito agradável e criam-se laços que ultrapassam a mera parceria de trabalho! Fico contente com esta situação... São conversas que ficam, experiencias que se trocam, vidas que se partilham...

19h30- Quase nem dá tempo para um banho antes de jantar... Vamos a um restaurante perto do hotel com os espanhóis... Decidimos comer borrego! Estava bom, mas nada que deixe saudade. A animação foi sempre grande, como começa a ser usual...

23h00- Vamos dar mais uma volta e decidimos parar num barzinho para uma ultima bebida..

0h30- Antes de ir dormir, o ultimo telefonema em terras francesas...

0h48- Quando já ia no corredor para o meu quarto começo a ouvir uns sons estranhos... Volto atrás e ouço um casal numa festa quu deveria ser privada mas que a senhora insiste em partilhar com o resto do hotel! E devo dizer que é poliglota, pois desde "Oui" a "Oh, my god", ouvi de tudo... E bem, porque ela não primava pela timidez ou sobriedade... Depois de me rir um pouco, fui dormir...

Assim vai o Mundo...

sexta-feira, março 10, 2006

Diário de bordo...parte III

07h15- Já nem vale a pena falar da hora... Mais um banho, vestir o fato e tomar um copo de sumo...

08h30- O meu humor ainda está afectado de ontem... Mas tem de ser, tem muita força!

09h15- Começa a parte final do trabalho e tudo está sobre rodas! Nem a barreira linguistica impede o bom funcionamento do grupo e isso é óptimo...

11h30- Chegou a altura de apresentar o que foi feito a quem manda... E acabar os trabalhos!

13h05- Mais um almoço no mesmo sítio! Um peixe, tipo pescada, que até está bom, depois de uma entrada que se parecia como um cremezinho de marisco, mas pior. A sobremesa é um bolo de chocolate com recheio de chocolate. Como bom guloso, nada mau...

15h- Depois de voltar ao hotel, e apesar da chuva, decidimos fazer um visita pela cidade... Vemos o Capitolio, o mosteiro dos Jacobinos e mais algumas ruas! Pelo meio, envio um beijo encartado para Portugal...

18h20- Volto ao quarto e enquanto espero pelo jantar vejo o "Good night and good luck"... Filme muito bom que retrata uma época, o Clooney começa a assumir-se como um bom realizador e David Strathairn tem um performance de Oscar... Gostei muito...

20h30- A chuva é intensa mas chegamos ao barco que nos conduzirá num jantar-cruzeiro... A entrada é uma mistura com caviar, que com um pãozinho fica divinal! A seguir um salmão perfeito... Para terminar uma sobremesa de chocolate de chorar por mais! Tudo isto enquanto os portugueses vão dando um festival de cantoria... As coisas más já foram esquecidas! Há pessoas aqui que me surpreenderam pela positiva...

0h40- Hoje é mais tarde mas tenho de saber como está a ilha do meu Mundo... Vou ainda ter com o chefe por causa de uma apresentação que um dos elementos do grupo fará amanha de manhã...

1h30- Só vos digo, amanhã vai doer acordar...

Assim vai o Mundo...

quinta-feira, março 09, 2006

Diario de viagem... parte II

4h30- Olho para o telemóvel e penso que o relógio parou... Como é que é possivel eu só me ter deitado há três horas... Bem, vamos lá dormir mais um pouco...

07h10- Mais um dia a madrugar... Nem quero fazer as contas de quantas horas dormi... Tomo um banho para acordar e visto o fato! Complicado fazer um nó de gravata a estas horas...

09h10- Começa o trabalho... Lembram-se da apresentação que tinha de fazer? Não tive de fazer! Mas não fico muito chateado... O trabalho a sério vai continuando...

12h40- Está na hora de parar e almoçar... O restaurante é no mesmo edifício! A entrada é um creme de castanhas com imenso azeite! Só fica tragável com pão... A seguir uma carne extremamente mal passada, que só a custo se consegue comer! A sobremesa é algo dificilmente identificável mas comestivel... O primeiro impacto com a cozinha de Toulouse não é muito boa...

14h18- Recomeçam os trabalhos, e tudo corre pelo melhor...

16h40- Uma pausa para um café e uns bolinhos!

18h30- Acaba o trabalho por hoje e vamos de autocarro até ao hotel!

19h50- Depois de mais banho, está na hora de irmos para um jantar com a comitiva toda... Mas antes disso, um pequeno telefonema para os pais para saber como vai o meu Mundo...

20h40- O jantar é numa Cave com estátuas gregas... A entrada é uma bela salada de pato (sem gripe), seguida de um salmão muito bom e suculento e por fim um crepe de chocolate... O pior da noite foi a discussão que surgiu... Quem me conhece sabe que não gosto de discussões e que raramente as tenho! Pois bem, surgiu da religião e da importância do baptismo... Não vou falar mais disto, mas a verdade é que mais ninguém me viu os dentes!

0h10- Mais um telefonema para matar saudades e vou para o quarto dormir...

Assim vai o Mundo...

quarta-feira, março 08, 2006

Diário de viagem... parte I

AS- São dias de viagem! O destino é Toulouse por causa de um Encontro Transnacional relacionado com o meu trabalho. Decidi então, e para não parar com a escrita, fazer um diário de viagem...

6h45- O despertador toca e eu penso se não me devia demitir. É que estas horas são impróprias para consumo....

7h25- Chegada ao aeroporto! Fui o primeiro, por isso ainda há tempo para arrumar as coisas melhor...

8h- Check-in feito, últimas sms em solo português e tomar um carioca de limão. O aeroporto está cheio de adeptos do Benfica que rumarão ao inferno de Anfield Road.Boa sorte para eles...

11h10- Mudança de hora e chegada a Madrid. A espera é de uma hora. Tempo suficiente para procurar um livro em castelhano, não encontrar nenhum interessante, comprar o "Jonathan Strange e Mr Norell" em inglês) e para dar um passeio pelo renovado aeroporto de Barajas.

13h10- Mais um voo, mais um pequeno momento de apreensão à espera que o pneumotórax não reapareça... Apesar da aterragem complicada pelo vento, o pulmão aguenta-se...

14h25- Chegada, viagem de autocarro e hotel. É simpatico, cheio de corredores tortuosos, próprios de um edificio antigo. Está na hora de um passeio! Éque já via FNAC e chocolateries...

18h40- Chegada ao hotel depois de uma pequena volta. É uma cidade engraçada que me surpreendeu por ter pessoas.. alternativas! Vê-se que há muitos franceses de 2ª e 3ª geração, sobretudo africanos e magrebinos. é claro que ver uma discussão que quase descambava para vias de facto entre dois jovens, não abona muito a favor...

19h45- Depois de um sono de 10 minutos e um banho revigorante, está na hora de jantar...

21h- O restaurante chama-se Entrecot e o prato é uma bela de uma carne e batata frita... A degustação de pratos tipicos fica para amanhã...

22h40- O jantar foi agradável, o grupo dá-se bem... Agora seguimos até um café onde irei ainda acabar de preparar uma apresentação. Ah, entretanto o Benfica ganha 2-0 ao Liverpool e está qualificado... Bom para Portugal....

0h05- Ligo para Portugal para matar um pouco as saudades e rumo ao meu quarto onde tenho de passar no portátil a apresentação que tenho de fazer de manhã...

Assim está o mundo...

terça-feira, março 07, 2006

Post flash...





Inauguro aqui os posts flash! Que apenas estarão aqui durante um pequeno período de tempo, a menos que os pedidos sejam insistentes...

Assim inova o Mundo...

segunda-feira, março 06, 2006

Ressaca dos Óscares...

O rescaldo:
  • O Wallace and Gromit ganhou! Bom para o cãozinho... (1-0)
  • Os pinguins são o máximo... Curtia ver um a ir receber o prémio... (2-0)
  • O maior roubo da noite aconteceu na música porque a do Crash da 15 a 0 aos bling blings, pimps pimps... (2-1)
  • A Rachel Weisz é muito gira e querida! E a gravidez fica bem... (3-1)
  • O Clooney ganhou bem, mas continuo a dizer que o Giamatti merecia qualquer coisa... (3-2)
  • Acharam que era tempo da Reese, e foi talvez a última oportunidade da Felicity... (3-3)
  • Nada a dizer, foi o Óscar mais esperado... (4-3)
  • A minha aposta não foi de coração, mas de cabeça... E acertei... (5-3)
  • Esta sim! Gostei de ter arriscado no meu "Crash", porque para mim foi o filme de 2005... (6-3)

Ora bem, foi de cabazada... Nunca pensei acertar tantos, mas no ano em que a Academia foi rebelde em muitos prémios, estivemos em sintonia...

Assim gostou o Mundo...


domingo, março 05, 2006

Óscars...

Em resposta à Wakewinha, aqui vai quem eu queria que ganhasse, apesar de eu não ter visto os filmes todos...

Melhor filme de animação:
Não vi nenhum mas gosto do cão do Wallace and Gromit

Melhor documentário:
Os pinguins... Quem anda tantos km para acasalar, merece uma estatueta

Melhor tema original:
A música do "Crash", aliás a banda sonora toda... Linda...

Melhor actriz secundária:
Rachel Weisz, está fantástica, tanto que deveria estar como melhor actriz...

Melhor actor secundário:
Paul Giamatti, já o merece há muito tempo, e assim dá-se um prémio ao "Cinderella Man"

Melhor actriz:
A Reese tem tempo, por isso dava-o à Felicity

Melhor actor:
Sem dúvida, o Philip Seymour Hoffman... Sem espinhas...

Melhor realizador:
Gostava de o dar ao Paul Haggis, mas dou ao Ang Lee...

Melhor filme:
"Crash" e nem quero tretas...

É claro que não vou acertar, mas estes eram os que eu escolhia...

Assim vai o mundo...

sexta-feira, março 03, 2006

Verdade seja dita...

Adoro demais o meu sono para gostar de manhãs...

Assim é o Mundo...

quinta-feira, março 02, 2006

Boas notícias...

Soube hoje que o "O amor em tempos de cólera" passará à tela! E para mais, será Javier Bardem o persistente Florentino Ariza...

Assim vai o mundo...

quarta-feira, março 01, 2006

Razão do desaparecimento...

Uma semana agitada, mas só não tenho postado mais rapidamente, porque não tenho net... Mas tenho escrito no meu Moleskine...

Assim se explica o Mundo...